Fundador da SIC e do Expresso admite que prejuízos colocam grupo em maus lençóis

O grupo Impresa está a fazer tudo para que a sua situação económica “não se torne apavorante”, afirmou Francisco Pinto Balsemão, presidente da holding, numa mensagem enviada ontem aos colaboradores, a que o Diário Económico teve acesso, e depois de ter reportado prejuízos de 32,6 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano.

Nas palavras dirigidas aos funcionários, o presidente da Impresa não esconde a situação difícil do grupo, admitindo que será preciso “trabalhar muito” e “fazer sacrifícios”. Recorde-se que, no passado mês de Maio, a Impresa avançou com um novo plano de reestruturação interna, abrindo um processo de rescisões amigáveis aos colaboradores até aos 62 anos (inclusive) com contrato sem termo celebrado com as empresas SIC e GMTS.

No relatório de resultados apresentado ontem ao mercado de capitais, o grupo, dono da SIC e do Expresso, justifica estes resultados com a “degradação da conjuntura económica, que penalizou as receitas publicitárias, as vendas de publicações e a área de multimédia”. Na comparação trimestral, o resultado líquido do exercício foi negativo em 29,2 milhões.

MRA Alliance

Leave a Reply