Director do FMI prevê 2008 como um ano de crise aguda nos EUA afectando a economia mundial

Rodrigo Rato - Director-geral do Fundo Monetário InternacionalA agência Reuters informa que “investidores vacilantes, afectados pela contracção mundial do crédito, receberam um novo golpe na segunda-feira após o FMI ter prognosticado que os impactos económicos da crise serão mais graves em 2008, ao mesmo tempo que outras fontes revelavam que o Deutsche Bank sofrerá prejuízos de 1700 milhões de euros provocados por empréstimos de má qualidade.” “Os mercados de crédito estão em fase de correcção, mas lentamente. Não nos encontramos numa fase de estabilidade”, afirmou o director-geral do Fundo Monetário Internacional, Rodrigo Rato, num seminário, em Madrid. “A economia real vai sentir os efeitos, sobretudo durante 2008, com uma intensidade maior nos Estados Unidos e menor noutras regiões”, acrescentou.

 

Leave a Reply