Crise sistémica: Brasil optimista mas…

O presidente do Banco Central do Brasil, Henrique Meirelles, vai estar em Nova York, hoje e amanhã, para participar em reuniões sobre a crise financeira global, informou a Folha Online. Meirelles vai encontrar-se com o homólogo americano, Ben Bernanke, da Reserva Federal (Fed) e com investidores para avaliar “a conjuntura económica internacional”. A viagem ocorre 24 horas depois da decisão do Fed de não mexer na taxa básica de juros (2%), frustrando as expectativas de um ligeiro corte para reanimar a economia. Meirelles sustenta que o Brasil está preparado para enfrentar a crise e o stress que afectam os mercados globais e previu que o país vai ultrapassar o clima adverso “com serenidade.” O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, também se manifestaram optimistas, apesar da volatilidade registada pela Bolsa de Valores de São Paulo, desde segunda-feira. Após uma queda de 7,59%, a Bovespa voltou a subir ontem 1,68%. No mesmo dia, o Tesouro brasileiro informou que o fluxo de capital para os Estados Unidos registou uma saída de USD 74,8 bilhões (Julho) contra a entrada de USD 59,9 bilhões (Junho). A despeito da retórica optimista, a visita de Meirelles a Nova Iorque sinaliza a preocupação de Brasília com os impactos da nova fase da crise que afecta o sistema financeiro global. MRA Dep. Data Mining

Leave a Reply