Crise: América Latina deverá perder 2,4 milhões de empregos, em 2009

A crise económica mundial, em 2009, deverá afectar fortemente os empregos urbanos na América Latina e no Caribe atirando para o desemprego cerca de 2,4 milhões de pessoas, segundo o estudo “Panorama Laboral” divulgado hoje pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em Genebra.

O estudo mostra que o ciclo de redução do desemprego evidenciado nos últimos cinco anos, terminará em 2009. Desde 2003, o desemprego na América Latina e no Caribe passou de 11,2% para 7,5%, em 2008. O aumento consecutivo do número de empregos foi provocado pelo crescimento económico da região que, no ano passado, se situou nos 4,6%. Em 2009, face à actual crise, a OIT prevê que a desaceleração do crescimento para 1,9% gere mais desemprego. Neste momento 15,7 milhões de trabalhores da região não têm trabalho.

As mulheres e os jovens são os mais prejudicados. Segundo o estudo, o desemprego entre os jovens nas áreas urbanas da  América Latina é 2,2 vezes maior que a média geral – 7,5% em 2008. Entre as mulheres, o número de desempregadas é 1,6 vezes maior comparativamente aos homens.

Fonte: Agências

Leave a Reply