CPLP com mais 110 milhões de habitantes em 2050

A ONU prevê que a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) deverá registar um aumento populacional de cerca de 110 milhões de pessoas até 2050, passando contabilizar cerca de 357 milhões de habitantes.

Com um aumento de 44% da população na CPLP, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) prevê que esta comunidade venha a concentrar 4% da população mundial, em 2050, que na altura deverá ascender aos 9,1 mil milhões/bilhões de pessoas.

Num relatório que não apresenta dados relativos à população de São Tomé e Príncipe, a ONU prevê aumentos em todos os restantes sete países na CPLP à excepção de Portugal, que deverá registar um decréscimo de 700 mil habitantes para os dez milhões.

A diminuição de população registada em Portugal deverá corresponder a 6,5%, o que contrasta com os aumentos populacionais previstos na maior parte dos países da Europa Ocidental, onde os maiores aumentos deverão registar-se no Reino Unido e em França.

Alguns países lusófonos vão conseguir duplicar a população. Angola deverá passar de 17,5 para 44,6 milhões, a Guiné-Bissau, de 1,7 para 5,3 milhões e Timor-Leste de 1,2 para 3,5 milhões. Outros registarão crescimentos inferiores mas apreciáveis – Moçambique saltará de 21,8 para 39,1 milhões de habitantes, Cabo Verde pode chegar ao milhão de habitantes contra os actuais 540 mil e o Brasil deverá passar de 194,2 milhões para 254,1 milhões de pessoas.

MRA Dep. Data Mining

Leave a Reply