Congresso aprova projeto Bush para animar economia americana

Símbolo do Congresso dos EUAA Câmara de Representantes aprovou hoje o pacote fiscal proposto pelo presidente George W. Bush. O plano, que prevê isenções de USD 146 mil milhões/bilhões (mm/bi) , visa estimular a economia norte-americana e evitar uma recessão. O desafio, agora, é a aprovação do projecto no Senado, que tem o seu próprio projecto para reaquecer a economia dos EUA. O projeto aprovado hoje é resultado de um acordo entre a Casa Branca e líderes da Câmara – Nancy Pelosi (Democrata) e John Boehner (Republicano).

Nancy Pelosi concordou em abandonar a proposta de aumentos em duas frentes, defendidos até então pelos democratas: no programa “Food Stamp”, de distribuição de subsídios de alimentação e de desemprego. Em troca disso, serão aceites descontos de USD 300 para quem comprovar um salário mínimo de USD 3 000 em 2007.

O plano apresentado por Bush pede um pacote de isenção fiscal de cerca de 1% do PIB (Produto Interno Bruto) do país (segundo dados recentes, isso representaria cerca de US$ 145 bilhões). O objectivo é que a economia reverta a desaceleração económica e aumente o consumo privado, principal pilar da economia dos EUA, volte a crescer. O plano proposto pelo Senado estipula uma injeção maior de liquidez, com cerca de US$ 156 bilhões, que permitirá pôr US$ 500 nos bolsos de cada contribuinte solteiro, USD 1 000 para os casados, e USD 300 adicionais por criança. (pvc/agência).

Leave a Reply