China investe biliões de dólares nas relações com CPLP

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, propôs aumentar o comércio entre os países lusófonos para 100 mil milhões de dólares (73,04 mil milhões de euros) até 2013. Este valor é dez vezes superior ao valor registado há uma década, na abertura da III Conferência Ministerial do Fórum Macau para a Cooperação Económica e Social entre a China e a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Para além dos 100 mil milhões de dólares de aumento do comércio até 2013, a China propôs a criação de um  fundo de mil milhões de dólares (730 milhões de euros) para desenvolver a cooperação com os países de língua portuguesa.

O primeiro-ministro chinês realçou que as economias da China e da CPLP são “altamente complementares”, existindo “grandes potencialidades  para aumentar as trocas comerciais”. “A nossa cooperação tem-se alargado à educação, à cultura e outras áreas.  (…) Temos de explorar novas áreas de cooperação, e não apenas as tradicionais.”

De acordo com os números indicados por Wen Jiabao, nos primeiros nove meses deste ano, o comércio entre a China e os países lusófonos aumentou  57 por cento.

Em 2003, quando foi criado o fórum Macau, o comércio entre a China e os países lusofonos tinha um peso de 10 mil milhões de dólares (7,3 mil milhões de euros), sendo agora de 68,2 mil milhões de dólares (49,8 mil milhões de euros).

O primeiro-ministro chinês considera que Macau “desempenha plenamente o papel de plataforma entre a China e  os países de língua portuguesa e de ponto de encontro entre as culturas ocidental e oriental”.

A China vai ainda conceder créditos de 1.600 milhões de yuan (176 milhões  de euros) para os países lusófonos de África e Ásia.

MRA Alliance/CM 

Leave a Reply