China declara apoio ao acordo nuclear com o Irão

A China anunciou hoje o seu apoio ao acordo nuclear anunciado na véspera entre o Irão, o Brasil e a Turquia, em contraste com o cepticismo manifestado pelas principais potências ocidentais. A China, um dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, ao lado dos Estados Unidos, da França, da Rússia e da Grã-Bretanha, é vista como uma das peças-chave para uma eventual aprovação de novas sanções internacionais contra o Irão, como defende o governo americano. O Brasil desempenhou o papel de mediador.

Pelo acordo de segunda-feira, anunciado durante visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Teerão,  está prevista a troca na Turquia de 1.200 quilos de urânio levemente enriquecido (3,5%) iraniano por 120 quilos de combustível enriquecido a 20%, fornecido pelas grandes potências e destinado ao reactor de pesquisa nuclear de Teerão. Eventualmente, o acordo poderá evitar que o Irão desenvolva a tecnologia de enriquecimento de urânio susceptível de permitir ao país fabricar futuramente armas nucleares.

Porém, o entendimento tripartido foi visto com cepticismo por alguns países ocidentais, que acusam Teerão de apenas tentar ganhar tempo e evitar a adopção de novas sanções da comunidade internacional.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply