Certificados do Tesouro vão render quase o triplo face aos de Aforro

Os novos certificados do tesouro, instrumentos de dívida pública vocacionados para as famílias portuguesas, serão lançados no dia 1 de Julho. Ontem, foram conhecidos mais pormenores sobre esta aplicação, com a publicação em Diário da República da resolução que regulamenta este instrumento.

O Diário Económico fez as contas e quem investir 1.000 euros (o montante mínimo) por um prazo de 10 anos, chegará ao final desse período com ganhos de 514 euros. Um valor que corresponde a uma taxa de rendibilidade média anual de 5,14%. Trata-se de um valor bastante atractivo quando comparado com o rendimento proveniente dos tradicionais certificados de aforro.

MRA Alliance/DE

Leave a Reply