Archive for the ‘Complexo Industrial-Militar’ Category

Drama humanitário toma conta da Líbia

domingo, agosto 28th, 2011

Em Trípoli, escasseiam água, medicamentos, energia e combustíveis. Na capital, as forças pró-Kadhafi resumem-se a pequenas bolsas de tropas leais ao regime em colapso e a atiradores furtivos por conta própria. Os rebeldes, apoiados no terreno por forças especiais da NATO, à revelia do mandato da ONU, viram-se agora para Sirte, fazendo cerco à cidade natal de Kadhafi. Esta conquista pode ser decisiva para a vitória final dos testas de ferro do complexo industrial-militar euro-americano.

Nas últimas horas, as tropas rebeldes do Conselho Nacional de Transição (CNT) conquistaram Bin Jawad e lograram ainda abrir a fronteira com a Tunísia, ponto estratégico para o abastecimento de Trípoli. Depois de o CNT anunciar a libertação de Trípoli, os combates prosseguiram rua a rua e, muitas vezes, casa a casa, deixando um rasto de mortos nas artérias da capital.

Nas últimas horas eram audíveis violentos combates, principalmente no sul da cidade. Os mortos são agora às centenas e estavam a ser deixados abandonados sob o Sol, em plena decomposição. A decisão foi por isso começar a sepultar os corpos, sem identificação, em valas comuns.

O caos também é visível nos hospitais, completamente cheios, sendo vulgar encontrar na mesma enfermaria feridos que combateram em lados opostos.
À semelhança do que acontece por toda a capital, também nos hospitais falta quase tudo: pessoal médico, medicamentos e outros bens de primeira necessidade.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu o envio urgente de ajuda humanitária. O CNT já considerou que é uma prioridade resolver esse problema.

MRA Alliance/Agências

Indústria americana de armamentos floresce e ignora crise financeira global

quarta-feira, setembro 17th, 2008

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) solicitou ao Congresso, entre 15-07-2008 e 09-09-2008, a aprovação da venda a Israel e aliados árabes – de um vasto pacote de armas e equipamentos militares no valor global de USD 24,08 mil milhões/bilhões (mm/bi). O fornecimento destinado ao estado judaico inclui mil bombas GBU-39 (USD 77 milhões) que, segundo o diário “Jerusalem Post”, “podem ajudar Israel num possível ataque contra instalações nucleares do Irão, algumas das quais estão protegidas por estruturas tipo bunker.” Em Agosto, o ministro israelita da Defesa, Ehud Barak, insistiu que o Estado judaico recusa aceitar que o Irão desenvolva capacidades nucleares e excluiu a possibilidade de quaisquer concessões. Lista parcial de fornecimentos da Agência de Cooperação Segurança e Defesa para diversos aliados dos EUA no Médio Oriente, que aguarda aprovação do Congresso:

Israel — Modernização de sistemas para mísseis Patriot (USD 164 milhões); Bombas anti-bunker GBU-39 (USD 77 milhões); Armas ligeiras antitanque M72A7 (USD 89 milhões); Aviões C-130J-30 (USD 1,9 mm/bi); Corvetas LCS/ Littoral Combat Ships (USD 1,9 mm/bi); Combustíveis – Gasolina sem chumbo, Combustível JP-8 para aviões e gasóleo (USD 1,3 mm/bi) — Total: USD 5,43 mm/bi;

IraqTanques M1A1 e actualização dos tanques M1A1M Abrams (USD 2,16 mm/bi); Blindados ligeiros LAV/Light Armored Vehicles (USD 3 mm/bi); Helicópteros e respectivas munições (USD 2,4 mm/bi); Veículos blindados de segurança ASV/Armored Security Vehicles (USD 206 milhões); Aviões C-130J-30 (USD 1,5 mm/bi); Assistência técnica para a construção de infra-estruturas e instalações (USD 1,6 mm/bi) — Total: USD 10,86 mm/bi

Arábia SauditaHelicópteros APACHE AH-64D (USD 598 milhões); Modernização da Guarda Nacional (USD 1,8 mm/bi) — Total: USD 2,4 mm/bi

United Arab EmiratesHelicópteros UH-60M BLACK HAWK (USD 774 milhões); Mísseis Ar-Ar de médio alcance SL-AMRAAM/Surfaced Launched Advanced Medium Range Air-to-Air Missile (USD 445 milhões); Sistemas de defesa anti-aérea antimísseis THAAD/Terminal High Altitude Air Defense (USD 6,95 mm/bi; Sistemas avançados de mísseis PATRIOT (USD 121 milhões); Unidades de artelharia AVENGER e VMSLP (USD 737 milhões) — Total: USD 9,0 mm/bi;

Egipto — Cartuchos de explosivos tracejantes HE-T 120mm (USD 69 milhões); Helicópteros UH-60M BLACK HAWK (USD 176 milhões); Mísseis teleguiados antitanque TOW 2A (USD 319 milhões) — Total: USD 564 milhões;

Jordânia — Programa de Segurança FonteiriçaUSD 390 milhões;

Koweit Mísseis Ar-Ar de médio alcance AMRAAM/Advanced Medium-Range Air-toAir Missile AIM-120C-7 — USD 178 milhões;

Marrocos — Armamento e assistência, caças F-16USD 155 milhões.

Na semana passada, o New York Times publicou um artigo sobre a realidade do Complexo Industrial-Militar (CIM) no crepúsculo dos oito anos de administração Bush/Cheney: “Os fornecimentos das encomendas agora confirmadas continuar