Câmara do Porto não renova contrato com a Fitch

O presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, afirmou hoje que a autarquia não renovou o contrato com a agência de rating Fitch por ter “uma dificuldade tremenda” em trabalhar com quem não considera sério.

“Tenho visto esta recente notícia da Moody’s [redução do nível atribuído à dívida pública portuguesa] da mesma maneira que vi outras e que me levaram, enquanto presidente da Câmara do Porto, pura e simplesmente, a não renovar o contrato com a agência de ‘rating’ que tínhamos, já que não considero que sejam atitudes sérias. Eu tenho uma dificuldade tremenda em trabalhar com quem não considero sério”, disse Rui Rio à Lusa, à margem da apresentação do livro Não Basta Mudar as Moscas, de Jaime Ramos.

Segundo o presidente da Câmara do Porto, quando as agências de ‘rating’ fazem isto, “obviamente não estão a fazer um trabalho sério”. Com esta consideração, adiantou, a Câmara do Porto, que admite que terá sido a primeira a pedir um ‘rating’ em Portugal, é também a primeira que não renovou o contrato – “porque para isto não estou”, enfatizou.

Pelas mesmas razões a Câmara Municipal de Sintra denunciou o contrato que mantinha com a Moody’s. Por seu turno, o presidente do Governo da  Região Autonónoma da Madeira informou que “a partir de hoje nenhuma agência de rating norte-americana” volta a operar no território.

MRA Alliance/DE

Leave a Reply