Britânicos também querem referendo sobre Tratado de Lisboa

A grande maioria dos britânicos deseja um referendo sobre o Tratado de Lisboa da União Europeia (UE) se o líder do Partido Conservador do Reino Unido, David Cameron, ganhar as eleições gerais do próximo ano, de acordo com o resultado de uma sondagem publicada este domingo, pelo The Sunday Telegraph.

De acordo com a sondagem, feita pela empresa ICM por telefone entre os dias 16 e 17 de Setembro, 40 por cento apoia mesmo a saída do Reino Unido da UE, uma percentagem maior do que a resultante de sondagens anteriores.

Dos 1.018 adultos entrevistados 70 por cento exigem a realização de uma consulta popular sobre o texto que determina a reforma das instituições de governação da Europa a 27 países.

A maioria defende o referendo mesmo que o texto do Tratado de Lisboa já tenha sido introduzido na legislação nacional antes dos resultados eleitorais.

Interrogados sobre qual dos quatro grandes países membros beneficia mais da integração na UE, 43 por cento mencionam a França, 25 por cento a Alemanha, 10 por cento o Reino Unido e 0,8 por cento a Itália.

No passado dia 16, Cameron deixou claro o facto de, enquanto o texto não for ratificado por todos os Estados, o seu partido advogará a realização de referendo e recomendará o voto “não” com a finalidade de “mudar a Europa”.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply