Brasil desafia lideranças regionais usando charme e toneladas de dólares

Quem vai ter mais influência na Bolívia? Chávez ou Lula? Morales terá escolha?O Brasil investe charme e somas multimilionárias numa forte ofensiva diplomática em curso no Cone Sul para tentar resolver conflitos de interesses, mal-entendidos e delicados problemas bilaterais, como os relacionados com a cocaína e as migrações, mas sobretudo com os equilíbrios dos vários poderes sul-americanos.

O governo brasileiro quer convencer a Bolívia, a abandonar as actuais políticas de cultura de coca, para “fins alternativos” ao seu uso como narcótico e que La Paz dê sinais mais convincentes que quer, de facto, cooperar no combate aos preniciosos efeitos das narco-economias na estabilidade da região. Por outro lado pretende reciprocidade na legalização de emigração clandestina. Brasília cumpriu os acordos bilaterais e regularizou a permanência de 38 mil bolivianos no país. Outros tantos brasileiros que se encontram na Bolívia em idêntica situação, ainda esperam, e desesperam. Estes são dois dos temas em agenda na visita que o presidente Lula da Silva faz este fim-de-semana à Bolívia. Mas, no concreto, valores mais altos se levantam…

Ver informação detalhada

Leave a Reply