Bolsas europeias voltam a caír com receios do “lixo tóxico subprime”

Crise financeira globalAs acções cotadas nas bolsas europeia, na sessão de hoje, voltaram, a fechar em queda reflectindo receios de agravamento da crise através da combinação das persistentes más notícias que afectam o sector financeiro infectado pelo “lixo tóxico”, como é conhecido no jargão financeiro a crise hipotecária americana «subprime». O mercado dá sinais de que acredita na evolução negativa da crise bancária global, na retracção do crescimento económico na Zona Euro, e na contaminação da economia real pela especulação com produtos financeiros de alto risco (ABS’s, CDO’s, MABS, em inglês). A previsível quebra do crescimento económico global já está a afectar o sector mineiro BHP Billiton Ltd., a maior mineradora do mundo, e o Grupo Rio Tinto acompanhando a descida do preço dos metais. Os bancos suiço UBS e alemão Deutsche Bank AG lideraram a depreciação dos preços das acções do sector bancário. A seguradora italiana Assicurazioni Generali foi igualmente afectada pela crise UBS. Após o encerramento dos mercados asiáticos e europeus os índices eram, com poucas excepções sectoriais, maioritariamente afectados pelo sentimento negativo dos investidores.

Mercados Ásia

Em Tóquio o índice Nikkei 225 caiu 1,71% (-264,72), em Hong Kong o Hang Seng registou a forte queda de -3,51% (-967,06 pontos), em Singapura o Strait Times seguiu a tendência negativa com -3,25%, na China o Shanghai Composite perdeu 2,53% (- 126,51 pontos).

Mercados Europa

Em Londres, o índice FTSE 100, perdeu 1,86% (- 119,20 pontos); em Frankfurt o DAX caiu 1,55% (- 122,92 pontos); em Zurique o índice SMI caíu 1,51% (-131,27 pontos); o Euro Stoxx 50 recuou 1,65% (-72,18).

Mercado EUA

Nas bolsas americanas, que fecharão dentro 01H30, todos os índices estão no vermelho: Dow Composite -0,82%, Nasdaq Composite -1,97% e S&P Composite -1,25%.

(pvc/agências)

Leave a Reply