Barroso e Van Rompuy saúdam “sim” grego ao plano de austeridade

Os presidentes da Comissão Europeia, Durão Barroso, e do Conselho da União Europeia, Herman Van Rompuy, saudaram hoje a aprovação pelo parlamento grego do novo plano de austeridade, considerando que se tratou de um “voto de responsabilidade nacional”. O parlamento grego aprovou hoje o novo plano de austeridade apresentado pelo Governo socialista, com 154 votos a favor e 138 contra, necessário para que Atenas continue a receber ajuda internacional e evite a bancarrota.

Numa declaração conjunta divulgada em Bruxelas, logo a seguir ao voto do parlamento grego, Durão Barroso e Van Rompuy afirmam que a Grécia deu “um importante passo em frente no necessário caminho da consolidação orçamental e das reformas estruturais” com vista ao crescimento, e um também “fundamental passo atrás” relativamente ao cenário de bancarrota que se avizinhava.

Os presidentes do executivo comunitário e do Conselho recordam no entanto que terá ainda lugar outra importante votação, na quinta-feira, quando o parlamento grego for chamado a votar a implementação das medidas concretas do programa. Este “segundo voto positivo” abrirá então o caminho definitivo para o desembolso da próxima tranche de assistência financeira. Durão Barroso e Van Rompuy confirmaram que o segundo voto positivo também permitirá que a UE avance para um segundo pacote de ajuda financeira.

Também o presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek, aplaudiu o voto do parlamento grego e reconheceu que “não foi uma escolha fácil”. “Nos próximos anos, este poderá ser interpretado como o ponto de viragem para a Grécia e para a Zona Euro”, vaticinou Buzek.

MRA Alliance/Agências

Leave a Reply