Bancos europeus podem perder 515 mil milhões, diz BCE

O Banco Central Europeu  (BCE) previu esta terça-feira que as instituições financeiras da Zona Euro podem registar perdas acumuladas de créditos e títulos no valor de 515 mil milhões de euros, desde 2007 até ao fim deste ano.

Ainda assim, o valor estimado é mais baixo do que o previsto em Dezembro do ano passado. A recuperação dos preços de alguns títulos registados em 2009 e no início deste ano contribuiu para um melhor diagnóstico, segundo apontou o vice-presidente de saída do Banco Central Europeu, Lucas Papademos, citado pela EFECOM.

O potencial de perdas relacionadas com o crédito terá aumentado até 360 mil milhões de euros, ou seja, mais 5 mil milhões do que antes de 2007. As estimativas do BCE são mais pesadas para 2011 uma vez que «as perdas por créditos serão também consideráveis».

Os números constam do relatório sobre a estabilidade financeira da Zona Euro para o mês que agora começa. O documento pretende identificar riscos e indicar soluções para valorizar a capacidade do sistema financeiro.

A vulnerabilidade das contas públicas é apontada pelo BCE como um dos principais riscos para a estabilidade financeira da Zona Euro. E a preocupação é ainda maior quando associada ao investimento privado. O elevado endividamento, a baixa rentabilidade e o endurecimento das condições financeiras são alguns dos factores que pesam nos saldos negativos das empresas.

A contracção anual do crédito para empresas da união monetária foi de 2,6% em Abril. No entanto, comparativamente a Março, os empréstimos às empresas cederam 14%, para quase 4,7 mil milhões de euros.

MRA Alliance/Agência Financeira 

Leave a Reply