Angola: Governo refunda TAAG e demite administração

O governo do MPLA encetou um profundo programa de reestruturação da sua aviação comercial, tendo em vista a solução dos problemas que levaram à inclusão da companhia aérea angolana TAAG na “lista negra” da União Europeia, que passa pela refundação da companhia e pela procura de um parceiro estratégico.

O governo de Luanda explicou que a demissão do conselho de administração da empresa, decidida hoje pelo Conselho de Ministros, foi tomada pela incapacidade em “superar os obstáculos operacionais e de segurança alegadas para a exclusão da empresa do espaço aéreo europeu”.

Em comunicado após a reunião de Conselho de Ministros, o governo angolano disse que pretende criar uma “nova companhia”, que esteja “integralmente à altura” da nova realidade angolana.

“O governo pretende o redesenho de uma nova companhia de aviação de bandeira que esteja integralmente à altura do desenvolvimento econômico e social que o país já hoje vive e que se perspectiva que acelere ainda mais no futuro”, refere o texto.

Com isso, o governo angolano “decidiu não prolongar mais a abordagem da evolução na continuidade” e partir para a recriação da companhia angolana, o que implica a extinção da TAAG.

MRA Dep. Data Mining/Agências

Leave a Reply