Alemanha pressiona alterações ao Tratado de Lisboa

Angela MerkelA Alemanha quer convencer outros países da UE a aceitarem alterações ao Tratado de Lisboa para criação de um mecanismo substituto do fundo de protecção do euro.Angela Merkel, a líder do governo alemão, lembrou o acordo feito com o presidente francês Nicolas Sarkozy, numa cimeira que decorreu no principio da semana em Deauville (França), sublinhando que o acordo em torno da alteração do Tratado de Lisboa “deve ser parte importante das conclusões do Conselho Europeu” agendado para o fim da próxima semana, em Bruxelas.

“Vamos convidar outros países a seguir-nos porque quando os actuais fundos expirarem, em 2013, se não tivermos um mecanismo substituto, não será uma boa notícia para o euro”, advertiu Merkel.

A Alemanha já se pronunciou contra a prorrogação, para além de 2013, do fundo de proteção do euro, criado em maio, com a participação do Fundo Monetário Internacional (FMI), para ajudar países da moeda única em dificuldades orçamentais.

“Por isso”, vincou a chanceler alemã, “precisamos de um processo de reestruturação das dívidas soberanas com a participação dos credores”.

Um tal processo equivale, segundo especialistas, a um processo de insolvência para Estados, à semelhança dos que já existem para empresas e particulares.

Para introduzir um tal mecanismo na UE é necessário que todos os 27 Estados membros aprovem alterações ao Tratado de Lisboa.

MRA Alliance/DE

Leave a Reply