Advogado preso por usar documentação falsa

A TSF anunciou que foi detido na sexta-feira, na zona de Aveiro, um advogado residente no Brasil, por usar documentação falsa em processos de nacionalidade, visando a atribuição e aquisição da nacionalidade portuguesa para cidadãos daquele país.
O advogado em causa é, segundo aquela estação de rádio, um septuagenário e dedicar-se-ia, também, a obter cartas de condução brasileiras, em nome de cidadãos portugueses, que não têm condições para as obter em Portugal, as quais eram, depois, trocadas na Direcção Geral de Viação.
A falsificação de documentos a usar em processos de registo civil passou a ser extremamente facilitada com uma norma do novo Código do Registo Civil que ordena a destruição de todos os documentos que forem digitalizados.
Torna-se imperativo e urgente – até para proteger os advogados que exercem a sua profissão com dignidade – a criação de um cartório de titulos e documentos em que se depositem os originais, evitando-se que os documentos «destruidos» o sejam antes da destruição ou venham a transformar-se, depois dela, em documentos contrafeitos.

Leave a Reply