Archive for setembro, 2009

Compra de submarinos origina buscas a sociedades de advogados

terça-feira, setembro 29th, 2009

Investigadores do Ministério Público, dirigidos pelo juiz Carlos Alexandre, estiveram hoje na sede da sociedade de advogados Vasco Vieira de Almeida & Associados, no âmbito de uma investigação relacionada com um concurso público para a compra de submarinos, realizado em 2003. 

Fontes da sociedade confirmaram à agência Lusa as diligências do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP). Foram ouvidos todos os advogados que prestaram assessoria jurídica a um cliente que integrou um dos consórcios internacionais concorrentes.

A operação do Ministério Público abrangeu outras três sociedades de advogados, entre as quais a Sérvulo Correia & Associados.   

A operação estará relacionada com «suspeitas de corrupção, tráfico de influências e financiamento ilegal de partidos políticos no processo de aquisição dos dois submarinos U-214 adquiridos pelo Estado português ao German Submarine Consortium (GSC)».

Os dois referidos escritórios de advogados participaram na montagem do negócio, avaliado em 875 milhões de euros, formalizado contratualmente em Abril de 2004, pelo então ministro da Defesa Paulo Portas.

MRA Alliance/Agências

Confiança dos consumidores e clima económico melhoram mas recessão persiste

terça-feira, setembro 29th, 2009

A confiança dos consumidores voltou a subir em Setembro, segundo dados do INE divulgados hoje que reflectem igualmente uma melhoria no clima económico. A confiança aumentou em todos os sectores, com excepção da construção e obras públicas, evidenciando uma forte recuperação da indústria transformadora.

O indicador de confiança dos consumidores prolonga o movimento de subida iniciado em Abril, mais intenso nos últimos dois meses, após ter atingido em Março o mínimo histórico da série.

«Nos últimos cinco meses, o aumento do indicador de confiança dos consumidores resultou do contributo positivo de todas as componentes, mais expressivo no caso das perspectivas sobre a evolução económica do país e sobre a evolução do desemprego, em que se registam fortes recuperações nos últimos três meses», explica.
 
O Indicador de Clima Económico, que junta a Indústria, Construção, Comércio e Serviços, mantém o movimento de recuperação, estando nos -0,8 pontos em Setembro, depois de ter atingido o mínimo em Abril, com -3 pontos.
  
O INE destaca a «recuperação expressiva» do indicador de confiança da Indústria Transformadora em Setembro, para -20,7 pontos, depois de ter atingido em Fevereiro o valor mais baixo da série.
  
Nos Serviços, o indicador de confiança aumentou também nos últimos cinco meses, atingindo em Setembro os -5,8 pontos e contrariando a acentuada diminuição observada desde o final de 2007, na sequência da qual atingiu o menor valor da série.
 
No Comércio, por seu turno, o indicador de confiança «aumentou moderadamente» em Setembro (para -12,4), continuando o movimento ascendente iniciado em Abril, após o mínimo histórico da série registado no mês anterior, devido a uma «ténue recuperação» registada nos dois subsectores, Grosso e Retalho.
 
Em sentido contrário está o sector da Construção e das Obras Públicas, onde o indicador de confiança diminuiu ligeiramente nos últimos dois meses, situando-se agora nos -29,5 pontos.
  
Este comportamento, refere o INE, contraria o aumento registado nos três meses anteriores devido ao «agravamento observado em ambas as componentes, opiniões sobre a carteira de encomendas e perspectivas de emprego».

MRA Alliance/Agências

Portugal tem um dos piores sistemas de saúde da Europa

terça-feira, setembro 29th, 2009

O tempo de espera, bem como a falta de acesso rápido ao médico de família são alguns dos indicadores que colocam o sistema de saúde português entre os piores da Europa, no 25º lugar, dos 33 países analisados.

A Holanda, a Dinamarca e a Islândia surgem no topo da tabela com os melhores sistemas de saúde. Os piores são a Bulgária, a Roménia e a Macedónia. Portugal surge na 25ª posição tendo recebido má nota em diversos indicadores.

O estudo divulgado ontem em Bruxelas, elaborado pela «Health Consumer Powerhouse» com o apoio da Comissão Europeia, coloca o sistema de saúde português entre os piores depois da avaliação de 38 indicadores de qualidade, sendo que a classificação em cada indicador pode ser bom, médio ou insuficiente.

MRA Alliance/Agências 

Ongoing compra 35% da Media Capital

terça-feira, setembro 29th, 2009

O grupo espanhol Prisa anunciou em comunicado que alcançou um acordo com a Ongoing para a venda de 35 por cento da Media Capital, dona da TVI. Recorde-se que a Ongoing detém uma participação de 23,5 por cento na Impresa, detentora SIC. 

A Media Capital, o grupo líder de comunicação social em Portugal e que detém igualmente o Rádio Clube Português, foi avaliada em 450 milhões de euros.

José Eduardo Moniz, antigo director-geral da TVI, é, desde meados de Agosto, o vice-presidente da Ongoing Media. 

Ao regulador do mercado espanhol, a Prisa esclareceu que, numa primeira fase, venderá à Ongoing 29,69 por cento da capital social da Media Capital (o equivalente a 25.091.963 acções) e compromete-se a vender uma participação adicional de forma a que esta chegue aos 35 por cento do capital social.

No comunicado emitido pela Media Capital é avançado que o Grupo Prisa Prisa irá propôr Nuno Vasconcellos “como novo presidente da Media Capital e Bernardo Bairrão continuará como administrador delegado e primeiro executivo”.

A Comissão do Mercado de Valores Imobiliários (CMVM) suspendeu as acções da Media Capital na Bolsa de Lisboa.

Portugal: Socialistas perdem maioria absoluta

segunda-feira, setembro 28th, 2009

O Partido Socialista venceu as eleições, mas perdeu a maioria absoluta. Apuradas as 4260 freguesias, o CDS-PP alcançou o terceiro lugar deixando o Bloco de Esquerda na quarta posição.

Os resultados finais dão 36,56% para o Partido Socialista, com 96 deputados; o PSD chega aos 29,09%, com 78 deputados; o CDS-PP aos 10,46% e 21 deputados; o Bloco de Esquerda fica-se pelos 9,85% e 16 deputados; a CDU 7,88% e 15 deputados.

MRA Alliance/Agências

EUA: Já faliram 95 bancos desde Janeiro

sábado, setembro 26th, 2009

O Georgian Bank faliu e tornou-se a 95ª instituição bancária dos Estados Unidos a ser declarado insolvente este ano. Segundo o organismo federal que garante os depósitos bancários (FDIC, em inglês) trata-se da oitava maior falência no sector desde Janeiro.

No período, o número de falências bancárias na Geórgia subiu para 19.

Os activos do Georgian Bank elevavam-se a dois mil milhões de dólares e os depósitos atingiam idêntico valor.

MRA Alliance/Agências

G20: Muita parra mas pouca uva

sexta-feira, setembro 25th, 2009

G20 - Londres - Abril, 2009As 20 maiores economias do mundo decidiram acabar gradualmente com os subsídios à indústria do petróleo e intensificar os esforços para alcançar um novo acordo sobre as alterações climáticas até ao final do ano mas, no essencial, pouco avançaram na criação de uma nova arquitectura económica global.

Segundo a agência Reuters, os líderes do G20 decidiram também manter os planos de estímulo económico, até as economias estarem consolidadas, de acordo com o projecto de documento final da cimeira de Pittsburg, nos Estados Unidos.

As economias emergentes, designadamente o bloco BRIC – Brasil, Rússia, Índia e China – conseguiram aumentar um pouco o seu peso no processo de tomada de decisões do Fundo Monetário Internacional (FMI), mas nada que ponha em risco o controlo político global dos países ricos (G7).

Relativamente ao comércio mundial e ao combate a medidas proteccionistas a reunião foi inconclusiva e adiou o anúncio de medidas para 2010, contra a vontade dos países emergentes.

Curiosamente, a proposta de comunicado final refere que os países participantes designam “o G20 como fórum principal para a nossa cooperação económica internacional”.

A generalidade dos observadores considera que tal pode significar que o G20 substituirá o G7 e o G8 enquanto fóruns de decisão global, passando aqueles a conclaves de debate  geopolítico.

No essencial nada muda. Os sete países mais ricos do mundo e o bloco aliado -União Europeia – continuarão a ditar a agenda política mundial e a fazer valer as suas estratégias à revelia da vontade dos restantes 13 países emergentes membros do G20.

Alemanha: confiança empresarial sobe pelo sexto mês

quinta-feira, setembro 24th, 2009

O Instituto de Pesquisa Económica alemã (Ifo) informou, esta quinta-feira, que o índice de confiança empresarial no conjunto da Alemanha melhorou em Setembro, pelo sexto mês consecutivo e subiu para os 91,3 pontos face aos 90,5 pontos registados em Agosto.O índice de confiança empresarial é baseado em respostas de 7 mil empresas dos sectores da indústria, construção, de vendas grossistas e de retalho e uma pesquisa mensal.

O instituto afirma que as empresas acreditam que a sua situação actual e as perspectivas melhoraram. No entanto, um grande número de empresas considera que a sua situação é má.

Nos próximos seis meses vai atingir-se «um empate entre pessimistas e optimistas», algo que o Ifo qualificou de «boa notícia», dada a catastrófica evolução dos últimos doze meses.

MRA Alliance/Agências

Produção agrícola mundial deve aumentar 70% até 2050, estima FAO

quarta-feira, setembro 23rd, 2009

A produção agrícola mundial deve aumentar 70% até 2050 para alimentar a população do planeta que, com mais 2,3 mil milhões de pessoas, atingirá os 9,1 mil milhões, defende um relatório da ONU divulgado hoje. “A organização da ONU para a alimentação e a agricultura (FAO) demonstra um optimismo cauteloso sobre a capacidade do mundo para se alimentar até 2050”,disse Hafez Ghanem, sub-director-geral da FAO.A FAO convocou para 12 e 13 de Outubro um fórum de especialistas de alto nível para discutir as estratégias a aplicar para ultrapassar os desafios.

O fórum, intitulado “Como alimentar o mundo em 2050”, reunirá cerca de 300 especialistas (universitários, investigadores, organizações não governamentais e sector privado) de países desenvolvidos e em desenvolvimento.

Um dos objectivos do fórum é preparar uma nova cimeira mundial sobre a segurança alimentar, a decorrer de 16 a 18 de Novembro.

MRA Alliance/Agências

Portugal: Défice do Estado dispara 150%

terça-feira, setembro 22nd, 2009

O valor provisório do défice do subsector Estado atingiu 8 712,6 milhões de euros, no período de Janeiro a Agosto, um aumento de 150% face ao mesmo período de 2008, anunciou a Direcção-geral do Orçamento (DGO).A DGO diz que o agravamento se deve em 77% à redução da receita e em cerca de 23% ao aumento da despesa.

A receita do Estado caiu 15,4% para 22.350,5 milhões, sobretudo devido às receitas fiscais, que recuaram 15,9%, devido à queda dos impostos directos (-12,4%) e indirectos (-18,4%).

Apenas o Imposto Único de Circulação cresceu 33,1%, devido à normalização do imposto, e à alteração de estrutura no parque automóvel circulante em função do ano da matrícula dos automóveis.

A DGO explica as quebras com «o forte abrandamento da actividade económica, a redução de preços, a não actualização de taxas do ISP e o forte aumento dos reembolsos de IVA.”

MRA Alliance/Agências

Alemanha: Economia só recupera em 2013, diz presidente do BuBa

segunda-feira, setembro 21st, 2009

A economia alemã só voltará ao nível que tinha em 2008 provavelmente em 2013, advertiu hoje o presidente do banco central alemão (Bundesbank/ BuBa), Axel Weber, em entrevista ao diário Frankfurter Rundschau.

“A retoma económica vai levar muito tempo, a economia alemã só voltará a encontrar o nível de prosperidade atingido em 2008 provavelmente em 2013. E o caminho será acidentado”, progonista o banqueiro alemão. “Porém – acrescenta – a fase de queda livre acabou.”

A Alemanha espera, para este ano, a maior recessão da sua história recente com uma quebra do PIB (Produto Interno Bruto) entre 5 a 6%.

MRA Alliance/Agências

Cabo Verde quer ser “referência mundial na energia”

segunda-feira, setembro 21st, 2009

José Maria das Neves - Primeiro-ministro - Cabo VerdeCabo Verde quer ser um laboratório, um centro de pesquisas e uma referência mundial no domínio das energias alternativas, defende José Maria Neves, primeiro-ministro cabo-verdiano.

José Maria Neves, que se reúne amanhã (terça-feira) com o Presidente norte-americano Barack Obama, ), juntamente com outros nove líderes africanos, diz que as energias renováveis são um dos assuntos em cima da mesa das conversações, destinadas a procurar um novo relacionamento entre os EUA e África.

“Cabo Verde quer ser um laboratório, um centro de pesquisas aqui nesta região do Atlântico. Quer ser um país-referência em relação às energias solar, eólica, geotérmica, das ondas do mar”, refere, mostrando-se também “ambicioso” em relação à questão das mudanças climáticas e respectivos impactos “no Atlântico e nos arquipélagos do Atlântico”.

José Maria Neves defende que, através de parcerias “sólidas”, Cabo Verde pode contribuir para a segurança e estabilidade no Atlântico, para a segurança na Europa e para o desenvolvimento da sociedade de informação.

“Podemos ser uma plataforma importante no relacionamento entre a Europa, os EUA e a África Ocidental”, refere, sublinhando que “o exemplo de Cabo Verde pode ser mostrado a outros Estados africanos”.

Porém, em seu entender, terão de ser os próprios africanos a procurar as parcerias para o crescimento e a mostrar a nova dinâmica que se quer criar, “não baseada em dádivas, mas sim na construção de parcerias para o desenvolvimento”.

MRA Alliance/Agências

EUA: Novas regras para garantir neutralidade do acesso à Internet

segunda-feira, setembro 21st, 2009

Os EUA anunciam hoje novas regras para garantir a “neutralidade das redes” de acesso à Web, para proibir os fornecedores de serviços de Internet de condicionarem o livre fluxo da informação.

Segundo a imprensa norte-americana, o presidente da Comissão Federal de Comunicações (FCC, em inglês) dos EUA, Julius Genachowski, no discurso que vai proferir hoje no centro de reflexão de Brookings, em Washington, proporá vai propor um pacote de medidas que proibe os fornecedores de utilizarem certas aplicações nas suas redes.

De acordo com o Washington Post, New York Times e Wall Street Journal, as regras, que visam garantir uma “utilização livre e aberta” da Internet, serão apresentadas pelo presidente da FCC Segundo a imprensa norte-americana, as novas regras vão impedir que fornecedores de Internet abrandem ou bloqueiem determinados serviços ou conteúdos on-line.

Os fornecedores de serviços Internet contestam as novas regras, argumentando tratar-se de uma ingerência do Estado nas redes e na gestão do tráfico.

As medidas cumprem a promessa do Presidente Barack Obama, feita durante a campanha presidencial, de que iria proteger a neutralidade da Internet.

MRA Alliance/Agências

Comércio mundial vai cair 18 por cento este ano, diz OCDE

segunda-feira, setembro 21st, 2009

O comércio mundial vai contrair-se 18 por cento em 2009 e “recuperar ligeiramente” no próximo ano, indicam as últimas projecções da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) relativas à União Europeia divulgadas hoje, em Paris.

No documento “Economic Survey of the European Union” que analisa as principais tendências e desafios na Europa até 2011, a OCDE considera que “as mais recentes projecções indicam um declínio do comércio mundial de 18 por cento em 2009, a maior queda em décadas, e uma recuperação ligeira em 2010”.

A contracção do comércio e as consequências internas em termos de combate ao comércio livre estão entre as preocupações da OCDE, que afirma que um dos principais desafios da União Europeia e dos Governos dos Estados-membros é a resistência à pressão para a adopção de medidas proteccionistas.

[A queda no comércio mundial] “está a pôr pressão em muitos países para aumentarem a protecção às empresas nacionais, o que implica que os próximos anos são um desafio à implementação de políticas de comércio global”.

Nas recomendações avançadas pelos peritos da organização aos Governos europeus e à Comissão Europeia, encontram-se o “aprofundamento da liberalização do comércio multilateral” e o apoio ao sucesso das negociações de Doha – através de uma “redução dos subsídios internos, que distorcem a concorrência”, e da “eliminação dos subsídios à exportação”).

MRA Alliance/Agências

Britânicos também querem referendo sobre Tratado de Lisboa

domingo, setembro 20th, 2009

A grande maioria dos britânicos deseja um referendo sobre o Tratado de Lisboa da União Europeia (UE) se o líder do Partido Conservador do Reino Unido, David Cameron, ganhar as eleições gerais do próximo ano, de acordo com o resultado de uma sondagem publicada este domingo, pelo The Sunday Telegraph.

De acordo com a sondagem, feita pela empresa ICM por telefone entre os dias 16 e 17 de Setembro, 40 por cento apoia mesmo a saída do Reino Unido da UE, uma percentagem maior do que a resultante de sondagens anteriores.

Dos 1.018 adultos entrevistados 70 por cento exigem a realização de uma consulta popular sobre o texto que determina a reforma das instituições de governação da Europa a 27 países.

A maioria defende o referendo mesmo que o texto do Tratado de Lisboa já tenha sido introduzido na legislação nacional antes dos resultados eleitorais.

Interrogados sobre qual dos quatro grandes países membros beneficia mais da integração na UE, 43 por cento mencionam a França, 25 por cento a Alemanha, 10 por cento o Reino Unido e 0,8 por cento a Itália.

No passado dia 16, Cameron deixou claro o facto de, enquanto o texto não for ratificado por todos os Estados, o seu partido advogará a realização de referendo e recomendará o voto “não” com a finalidade de “mudar a Europa”.

MRA Alliance/Agências

Rússia: Cancelada instalação de mísseis em Kaliningrado

domingo, setembro 20th, 2009

A Rússia desistiu de instalar mísseis no território de Kaliningrado, depois que os Estados Unidos anunciaram o abandono de seu projecto de montar um escudo antimísseis no leste europeu, confirmou ontem um alto funcionário russo.”As medidas que a Rússia havia planeado em resposta à instalação de elementos do escudo antimísseis na Europa serão canceladas”, declarou o vice-ministro russo da Defesa Vladimir Popovkin, à rádio Eco de Moscou.

Popovkin explicou que “uma das medidas era o posicionamento de mísseis Iskander em Kaliningrado”, enclave russo entre a Polónia e a Lituânia.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro russo Vladimir Putin considerou que a decisão americana de abandonar o projecto do escudo antimísseis é “justa e corajosa”.

MRA Alliance/Agências

FMI vai vender mais de 400 toneladas de ouro

sábado, setembro 19th, 2009

O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou que vai vender 403 toneladas de ouro. A prioridade de aplicação das receitas elegerá a concessão de empréstimos a países pobres.

A venda já fora decidida pelos Estados membros, na Primavera de 2008, para refinanciamento do FMI. 

Os países ricos e emergentes do G-20 decidiram durante a cimeira de Londres, em Abril, afectar as receitas destas vendas de ouro a empréstimos em condições vantajosas para os países mais pobres.

MRA Alliance/Agências

Portugal: Um desempregado a cada quatro minutos desde 2008

sexta-feira, setembro 18th, 2009

Os centros de emprego registaram, em média, um novo desempregado a cada quatro minutos entre Agosto de 2008/2009, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).No último mês a cadência de inscrições abrandou para uma média de um novo desempregado a cada nove minutos.

Em 31 de Agosto, o número de desempregados inscritos atingiu mais de meio milhão ( 501.663).

Em Março de 2005, quando o actual governo tomou posse, o IEFP contabilizava 484.487 desempregados inscritos, pelo que o aumento ao longo da legislatura foi de 17.176 inscrições.

MRA Alliance/Agências

Brasil: Etanol polui tanto como gasolina, diz estudo

sexta-feira, setembro 18th, 2009

Os automóveis movidos a etanol à base de cana-de-açúcar poluem tanto como os veículos a gasolina, segundo um estudo hoje publicado pelo Ministério brasileiro do Ambiente, que exclui as emissões de dióxido de carbono.

Este relatório sobre as emissões da frota brasileira em 2008 foi realizado pelos construtores automóveis com negócio no Brasil.

“Queremos garantir que o consumidor tem em conta as emissões poluentes” quando compra um carro, afirmou aos jornalistas o ministro do Ambiente, Carlos Minc, na apresentação do estudo.

MRA Alliance/Agências

“Falam, falam, mas não dizem nada”, diz Belmiro sobre elites portuguesas

sexta-feira, setembro 18th, 2009

Belmiro de Azevedo inaugurou o Parque de Negócios da Sonae na Maia, um investimento de 86 milhões de euros que emprega 1800 pessoas – 326 mil m2 com áreas para serviços empresariais e logística de retalho.

Na cerimónia, o empresário comentou a ausência do Governo. “Nós convidámos (vários membros do Governo, incluindo o primeiro-ministro e o ministro da Economia). Os convites foram assinados pelo Paulo (Azevedo, presidente da Sonae) e só tivemos aqui autoridades locais, não vi nenhum elemento do Governo”, disse Belmiro de Azevedo.

De acordo com o empresário, a Sonae só recebeu “repostas negativas” dos elementos do Governo convidados. “Não deram explicações nem têm que dar”, acrescentou.

“Eu interpreto isso da maneira que entendo e estou muito seguro de que estou a interpretar bem”, afirmou, acrescentado que “não tenho más relações (com o Governo) porque só comunico com autoridades, isto é, o primeiro-ministro”.

Em Portugal “devia haver muito mais empresários e os cidadãos em geral a interessarem-se por criar emprego e riqueza”, disse Belmiro de Azevedo. “É o problema da formiga e da cigarra: há muita gente a falar mas não acrescentam valor nenhum. Falam, falam, falam, mas não dizem nada. Esse é que é o problema”.

MRA Alliance/Agências�

Sócrates defende nova taxa sobre operações interbancárias

quinta-feira, setembro 17th, 2009

José Sócrates defende a criação de uma “nova taxa generalizada sobre operações financeiras”, de modo a gerar receitas para colmatar parte da pesada “factura” que os Estados tiveram de suportar no resgate do sector, noticia hoje o Diário Económico. Segundo o jornal, o primeiro-ministro apoiará a proposta da Comissão Europeia esta noite, em Bruxelas, durante a cimeira extraordinária convocada para o acerto de posições entre os países membros da União Europeia na reunião do G20, que decorrerá na próxima semana em Pittsburg, nos EUA.

“Portugal vai defender que a União Europeia proponha na reunião do G20 a criação, a nível internacional, de uma taxa generalizada sobre operações financeiras realizadas entre operadores financeiros”, revelou Sócratas ao Diário Económico. O primeiro-ministro justifica a medida com o objectivo de que “o sector financeiro suporte parte dos custos que os países tiveram que incorrer com a crise financeira”, acrescenta o jornal.

Em declarações ao Jornal de Negócios, o porta-voz do primeiro-ministro precisou esta manhã que Sócrates espera que o assunto seja abordado no encontro desta noite, mas sublinhou que se trata de uma proposta ainda vaga. Para já, Lisboa defende que uma nova taxa deve ser leve, eventualmente em torno de 0,1%, e aplicável apenas às operações interbancárias, e não às que envolvem as operações com os clientes – que, mais cedo ou mais tarde, tenderão, porém, a ver-lhes reflectido o respectivo custo.

Sugestões idênticas têm vindo a ser avançadas por alguns responsáveis políticos, e mesmo do sector. Adair Turner, coordenador de um dos mais detalhados estudos sobre a reforma do sistema financeiro mundial e presidente da autoridade máxima de regulação do sistema financeiro britânico, Financial Services Authority (FSA) defendeu uma proposta semelhante no fim de Agosto.

Num artigo de opinião, publicado no “Financial Times”, o autor do “Relatório Turner” dfendeu a criação de um imposto global sobre transacções financeiras, em termos idênticos ao que foi proposto pelo economista James Tobin  pode dar um contributo para garantir que a banca passará a funcionar numa base mais sã. Tobin, porém, sugeriu que a receita seja canalizada para ajudar os países mais pobres.

Turner criticou os milionários prémios pagos aos administradores bancários, classificando-os de “incompreensíveis” e “incomportáveis” para a sociedade. No entanto, mais recentemente, disse que a polémica sobre o assunto está contaminada de “populismo” e manifestou o receio de que possa desviar a atenção das mudanças mais profundas que terão de ser introduzidas na banca.

“Se queremos pôr termo a pagamentos excessivos num sector que tem vindo a ‘inchar’ é preciso reduzir o sector ou passar a aplicar impostos especiais sobre lucros antes de remunerações”.

Lord Turner dizia-se ainda “muito favorável” a que sejam consistentemente aumentados os rácios prudenciais na banca, acreditando que este será o melhor instrumento para eliminar excessos, quer de actividade quer de lucros, que a actual crise veio relevar assentarem muitas vezes em pés-de-barro.

As suas palavras foram recebidas com grande cepticismo por parte de vários banqueiros e o próprio Governo britânico manteve-se numa posição recuada – ao contrário do português.

MRA Alliance/JdN

EUA recua e deixa cair instalação de escudo antimíssil na Europa Oriental

quinta-feira, setembro 17th, 2009

Os Estados Unidos vão cancelar o projecto de construção de um escudo antimíssil na Europa Central noticiou hoje o Wall Street Journal. A notícia foi confirmada pelo primeiro-ministro checo. O governo polaco também reconheceu ter sido informado da decisão norte-americana. Provavelmente ainda hoje, o presidente Barack Obama deverá fazer o anúncio oficial. 

O jornal diz que os peritos norte-americanos concluíram que “o programa de mísseis de longo alcance do Irão não progrediu tão rapidamente como o previsto”.

No ano passado, Varsóvia e Washington chegaram a acordo sobre a instalação de dez interceptores de mísseis balísticos de longo alcance em território polaco, até 2013. Na República Checa, seria colocado um radar de detecção.

Em Agosto, a imprensa avançava com a hipótese de os norte-americanos deslocarem o sistema de defesa para a Turquia ou os Balcãs, para melhor se defenderem da ameaça iraniana.

Fontes da administração Obama negaram que as alterações tivessem como objectivo apaziguar a relação com a Rússia, que sempre considerou o escudo uma “ameaça concreta” à segurança russa.

MRA Alliance/Agências

Portugal: 650 mil sem trabalho em 2010, diz OCDE

quinta-feira, setembro 17th, 2009

Portugal chegará a 2010 com 650 mil desempregados, segundo uma estimativa da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) no relatório sobre perspectivas de emprego publicado ontem. Os números da OCDE indicam mais 126 mil desempregados do que os 524 mil avançados pelo governo Sócrates. 

De acordo com as projecções da organização, Portugal fechará o próximo ano com uma taxa de desemprego de 11,7 por cento, claramente superior à taxa registada no final de Junho (9,4 por cento).

Em Dezembro de 2007, existiam em Portugal 440 mil desempregados – uma taxa de 7,9 por cento.

A confirmarem-se as previsões da OCDE, em Dezembro de 2010, o País terá visto a taxa de desemprego aumentar 47,9 por cento e o número de pessoas sem emprego subir 210 mil em três anos.

MRA Alliance/Agências

Barroso reeleito presidente da Comissão Europeia

quinta-feira, setembro 17th, 2009

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, apesar da polémica, foi reeleito na quarta-feira para um segundo mandato de cinco anos pelo Parlamento Europeu, com uma confortável maioria absoluta – 382 votos a favor, 217 contra e 117 abstenções. Dos 736 eurodeputados, 718 participaram na votação.

A votação do primeiro mandato de Barroso, em Julho de 2004, registou 413 votos a favor, 251 contra e 44 abstenções.

Aos 53 anos, activista de um movimento maoísta após o derrube da ditadura, em 1974, passou a militante do PSD, partido de centro direita, e a defensor das políticas liberais mesmo antes de assumir o cargo de presidente da Comissão Europeia.

“Quando fala aos socialistas, é socialista. Quando fala aos liberais, é liberal e, quando fala aos verdes, faz-se passar por ecologista”, disse o líder dos socialistas no Parlamento Europeu, o alemão Martin Schulz, justificando a alcunha de “camaleão” que os eurocratas aprovam para o seu chefe.

Barroso defendeu a liberalização dos serviços mas, pressionado pela crise internacional, também passou a defender a regulação dos mercados.

Todavia, o balanço do consulado Barroso é claramente favorável ao establishment económico-financeiro anglo-americano que comanda a política mundial desde o século XVIII.

MRA Alliance/Agências

EUA: Vendas a retalho subiram 2,7% em Agosto

terça-feira, setembro 15th, 2009

As vendas a retalho registaram em Agosto o maior aumento em mais de três anos, em 2,7 por cento, revelou esta terça-feira o Departamento do Comércio, avança a Bloomberg.A subida registada no mês passado foi conduzida pelo aumento da compra de automóveis, motivado pelo programa de incentivo do Governo, sendo que excluindo este sector, as vendas a retalho cresceram 1,1%. Apenas no sector do mobiliário e material de construção se verificou uma queda nas vendas. Em Julho, registou-se uma descida de 0,2%.

Os analistas estimavam um aumento de 1,9% nas vendas a retalho em Agosto, sendo que neste mês se verificou o maior ganho desde Janeiro de 2006.

A subsecretária do Comércio para os assuntos económicos, Rebecca Blank, explica que este resultado «é um sinal de que os consumidores começam a sentir-se um pouco mais melhor em relação à economia».

MRA Alliance/Agências

Recessão nos Estados Unidos “provavelmente” terminou, diz Bernanke

terça-feira, setembro 15th, 2009

Ben BernankeBen Bernanke, presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos, afirmou que “do ponto de vista técnico é muito provável que a recessão no país tenha terminado” mas fez questão de sublinhar “que a actividade económica vai continuar muito fraca durante algum tempo”. No dia em que se assinala o primeiro ano da queda do Lehman Brothers, Bernanke referiu ainda que o chamado “sistema bancário sombra” vai estar sujeito a uma maior regulação.

“Acredito que o sistema bancário sombra, pelo menos no médio prazo, não vai voltar a ter a dimensão que tinha antes da crise” e vai estar sujeito a uma maior regulação”, disse o responsável pela Reserva Federal norte-americana, durante um discurso em Washington, referindo-se, por exemplo, à securitização de empréstimos.

Bernanke arescentou que “do ponto de vista técnico é muito provável que a recessão no país tenha terminado”. No entanto, fez questão de alertar para o facto da “actividade económica poder continuar muito fraca durante algum tempo”. Os últimos dados oficiais indicam que o produto interno bruto (PIB) caiu menos do que o previsto durante o segundo trimestre do ano. Entre Abril e Junho, a economia caiu 1%, quando os economistas esperavam uma queda de 1,5%.

Esta foi a quarta queda trimestral consecutiva e seguiu-se a uma contracção de 6,4%, a maior dos últimos 27 anos, nos primeiros três meses do ano.

MRA Alliance/Agências

EUA: Juiz rejeita acordo de USD 33 milhões em prémios para banqueiros

segunda-feira, setembro 14th, 2009

O juiz norte-americano Jed Rakoff rejeitou hoje o acordo de 33 milhões de dólares celebrado entre o Bank of America (BofA) e a SEC (Securities and Exchange Commission) para encerrar um processo no qual o banco é suspeito de ter enganado investidores sobre os planos do Merrill Lynch para pagar prémios de gestão aos administradores.

Segundo o juiz, o acordo é “inadequado”. Rakoff afirmou tratar-se de “uma sentença normal para a falsa declaração que materialmente afectou uma fusão multimilionária”.

Em 2008, o Merrill pagou 3,6 mil milhões em bónus, apesar de ter registado prejuízos de 27,6 mil milhões.

O Bank of America (BofA) concordou pagar 33 milhões de dólares para encerrar o processo movido pela SEC por ter enganado os investidores sobre os pagamentos de bónus aos executivos do Merrill Lynch.

“Tenho a impressão – disse o juiz – que [o acordo] foi uma ilegalidade destinada a fornecer á SEC uma fachada de que aplicou a lei e à administração do banco uma solução rápida para um inquérito embaraçoso. Tudo isto à custa das únicas vítimas – os accionistas.”

O caso voltará aos tribunais em Outubro.

MRA Alliance/Agências

Obama adverte bancos que não permitirá mais excessos

segunda-feira, setembro 14th, 2009

O presidente Barack Obama alertou hoje as empresas financeiras de Wall Street que não permitirá um regresso aos excessos do passado, reconheceu que houve uma falha colectiva em Washington em relação à crise económica e pediu ao G20 uma reforma enérgica do sistema financeiro mundial.

Obama discursou perto de Wall Street, perante altos funcionários das finanças norte-americanas, por ocasião do primeiro aniversário do início da crise económica, marcada pela falência do banco Lehman Brothers. 

«Quero que oiçam as minhas palavras: não voltaremos aos dias de um comportamento irresponsável e dos excessos descontrolados que foram o âmago dessa crise», enfatizou.

O presidente norte-americano também avisou os bancos que “não podem esperar um novo pacote de resgate se o sistema financeiro entrar em colapso novamente”.

MRA Alliance/Agências

Portugal: Desemprego subiu quase 1% no segundo trimestre

segunda-feira, setembro 14th, 2009

O desemprego subiu 0,9 por cento entre Abril e Junho face ao trimestre anterior, em comparação com o mesmo período do ano passado o aumento foi de 2,7 por cento. Os números divulgados pelo Eurostat referem ainda nos 27 países da União Europeia o desemprego subiu 1,9 por cento mas recuou 1,8 na Zona Euro.

Nos 16 países da moeda única, cerca de 702 mil pessoas deixaram de trabalhar enquanto no conjunto dos 27 aquele número afectou 1,4 milhões.

O gabinete europeu de estatística precisou que a subida trimestral do desemprego se verificou em quase todos os subsectores da economia, com excepção das administrações públicas, educação e saúde. Os sectores mais afectados foram a produção, a construção e os serviços financeiros.

A taxa de desemprego em Portugal medida pelo Eurostat indica que, no período, 9,2 por cento da população activa se encontrava sem trabalho.

MRA Alliance/Agências

China impõe medidas “antidumping” contra EUA

domingo, setembro 13th, 2009

Shenzen - China - Porto marítimoA China vai dar início a uma série de investigações “antidumping” a produtos de frango e automóveis importados dos Estados Unidos da América (EUA), anunciou hoje o Governo, em Pequim.

A decisão do Governo chinês vem adensar as disputas comerciais com os EUA, em que se inclui a recente decisão de Washington de elevar as tarifas sobre os pneus fabricados na China.

O Ministério do Comércio disse em comunicado que irá analisar as queixas que dão conta que os produtos de frango e automóveis norte-americanos estão a ser colocados no mercado chinês a preços subsidiados inferiores aos custos de produção.