Símbolo da libra estrelinaO Banco de Inglaterra (BOE, em inglês) vai injectar nova dose de fundos – 10 mil milhões (mm/bi) de libras (14,04 mm/bi euros) – em mais uma tentativa para reduzir o impacto do aperto global do crédito e do dinheiro mais caro. O anúncio foi feito ontem, numa altura em que crescem os rumores de que o Parlamento britânico se prepara para ouvir o governador do BOE, Mervyn King, sobre a situação e, eventualmente, pressionar o seu abandono do cargo por, inicialmente, ter resistido a fornecer dinheiro extra aos bancos menos cuidadosos nos empréstimos que concederam.

Na continuação da acção concertada dos cinco bancos centrais das economias mais desenvolvidas, a intenção do BOE visa diminuir os spreads dos juros interbancários. Esta variável do mercado financeiro subiu consecutivamente nas últimas semanas, mas aparentemente vai entrar num novo ciclo. Manter os níveis de consumo privado em níveis que sustentem as previsões de crescimento é outro dos objectivos.

Em Londres a taxa Libor caiu ontem, pela terceira vez consecutiva. Os analistas interpretaram o facto como um ténue sinal de que o anunciado plano de emergência para escorar o sistema bancário, anunciado na semana passada, com o fornecimento de notas frescas de USD (100 mm/bi) nos mercados interbancários, pode estar a dar resultado. Mas ainda é cedo para cantar vitória… (pvc/agências)

Leave a Reply