10% do PIB nacional nas mãos de 25 pessoas ou famílias

A edição de Agosto da revista «Exame» revela que o conjunto das 25 maiores fortunas portuguesas, a preços de mercado, equivale a 10,1 por cento do Produto Interno Bruto português de 2010, com uma taxa de crescimento de 17,8 por cento, relativamente ao ano passado. Após três anos consecutivos de queda, os bilionários domésticos conseguiram aumentar os seus activos.

O homem mais rico de Portugal continua a ser, pelo quarto ano consecutivo, Américo Amorim, com uma fortuna avaliada em 2,6 mil milhões de euros, mais 18,2% face ao ano anterior. Os grandes activos que integram o seu património são as participações na Corticeira Amorim e na Galp Energia. O desempenho do negócio da petrolífera foi determinante para o enriquecimento do magnata.

 Alexandre Soares dos Santos, presidente do conselho de administração da Jerónimo Martins, subiu do quarto para o segundo lugar face ao resultados do grupo industrial e de distribuição alimentar. A fortuna da família Soares dos Santos, que controla 58 por cento da Jerónimo Martins, dona do Pingo Doce, já é a maior do país. No total, valerá mais de quatro mil milhões de euros, segundo Filipe Fernandes, autor do estudo e director-adjunto da revista mensal em declarações ao Público.

De acordo com a lista, que é publicada hoje pela Exame, Alexandre Soares dos Santos viu o seu património aumentar 88,9 por cento para 1,9 mil milhões de euros, passando do 4º para o 2º lugar e atirando o patrão da Sonae, Belmiro de Azevedo, para o terceiro lugar no ranking, com 1297,6 milhões de euros. Os restantes multimilionários do ranking são os seguintes:

4º Família Guimarães de Mello: 1006,6 milhões de euros

5º Família Alves Ribeiro: 779,7 milhões de euros

6º Perpétua Bordalo da Silva e Luís Silva: 679,7 milhões de euros

7º Rita Celeste Violas e Sá, Manuel Violas: 650,6 milhões de euros

8º Maria do Carmo Moniz Galvão Espírito Santo: 645,8 milhões de euros

9º Família Cunha José de Mello: 638 milhões de euros

10º António da Silva Rodrigues: 551 milhões de euros

MRA Alliance

Leave a Reply